11/10/2021


A diretoria da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal) repudia veementemente o corte de R$ 600 milhões no Orçamento da pesquisa brasileira para o ano de 2022. A proposta de redução nos recursos foi solicitada pelo Ministério da Economia (ME), na última quinta-feira (7), e aprovada pelo Congresso Nacional.

Após o pedido da equipe econômica do governo federal, liderada pelo ministro Paulo Guedes, dos R$ 690 milhões que estavam previstos para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), sobraram apenas R$ 89,8 milhões. Os recursos específicos para projetos de ciência e tecnologia, que seriam R$ 655,4 milhões, tiveram redução e quase 99% caíram para R$ 7,2 milhões.

De acordo com a Folha de São Paulo, os 87% retirados foram destinados a várias outras pastas do governo, como o Ministério da Agricultura, que irá receber R$ 58 milhões para fomento ao setor agropecuário e o Ministério do Desenvolvimento Regional, que receberá R$ 150 milhões.

Com o corte inexplicável nos recursos do MCTI, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), considerado um dos principais instrumentos de fomento à ciência brasileira, corre sérios riscos, considerando que o orçamento para o mesmo vem caindo drasticamente nos últimos anos, deixando milhares de cientistas e pesquisadores sem o pagamento das bolsas.

Diante desse cenário, a Adufal ressalta que, para além de absurdo, o corte nos recursos para a ciência é injustificável. Principalmente quando a sociedade enfrenta, há quase dois anos, a pandemia desencadeada pelo novo coronavírus (Covid-19), que escancarou a necessidade dos investimentos em ciência e a importância da atuação dos cientistas para o enfrentamento do vírus.

O Brasil carrega, hoje, a marca lamentável de 600 mil mortes causadas pela doença. E neste momento é ainda mais importante lembrar que o país não teria chegado tão longe nesse cenário de luto, se o governo federal tivesse acreditado e investido, desde o início, na ciência como instrumento de combate à Covid-19.

Por tudo isso, fica claro que o corte nos recursos para a ciência é uma manobra com intenção deliberada de prejudicar o desenvolvimento científico do Brasil. Mas, que não passará de forma silenciosa. A Adufal se solidariza com todos os pesquisadores e cientistas, reforçando seu apoio à ciência e seu total repúdio aos desvios dos recursos do setor.

Maceió, 11 de outubro de 2021
Diretoria da Adufal


  • Rua Dr. José de Albuquerque Porciúncula, 121 Farol Maceió-AL
    57051-345
    seg a sex 09:00 às 18:00

    Visualizar no mapa

    Unidade CIC - Ufal
    seg a sex 09h às 13h, 14h às 18h

  • Sede Farol

  • (82) 3241-1880

  • (82) 3241-1662

  • (82) 9.9992-6899

  • (82) 9.8176-3637

  • CIC

  • (82) 9.9953-0275


2021

Adufal - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas

Acesso Webmail