22/11/2021
Atualizada: 22/11/2021 15:02:41


A Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal) e o Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal de Alagoas (Sintufal) conseguiram na justiça a medida liminar que suspende o reajuste abusivo da GEAP – Autogestão em Saúde sobre a contribuição dos planos de saúde dos servidores da Ufal. A decisão foi deferida no último sábado, 20 de novembro.

As entidades haviam ingressado com uma Ação Civil Pública contra o reajuste no dia 12 de novembro. A Adufal e o Sintufal solicitaram a tutela provisória de urgência para que o reajuste seja suspenso até o trânsito em julgado da ação.

Com o despacho favorável aos servidores da Ufal, o reajuste está limitado ao percentual limite estabelecido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

“Defiro o pedido de concessão de tutela provisória de urgência, para determinar a suspensão do reajuste imposto sobre a contribuição dos planos de saúde administrados pela parte ré, limitando-o ao percentual limite estabelecido pela ANS”, diz trecho da decisão.

“A decisão favorável aos servidores é resultado das ações tomadas pela Adufal e do Sintufal para garantir os direitos das nossas categorias e valida o que já vínhamos frisando, de que os aumentos impostos pela GEAP são abusivos, muito acima da média autorizada pela ANS para os convênios privados convencionais”, disse o presidente da Adufal, professor Jailton Lira.

Fonte: Ascom Adufal

2022

Adufal - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas

Acesso Webmail