16/02/2022
Atualizada: 16/02/2022 11:40:04


O presidente e a vice-presidenta da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal), professor Jailton Lira e professora Sandra Lira, reuniram-se com representantes de entidades de defesa dos servidores públicos federais (SPFs) de Alagoas, na noite de terça-feira (15), a fim de deliberar encaminhamentos para a mobilização em torno da Campanha Salarial dos SPFs e preparação das bases para a possibilidade de greve em março.

Além da Adufal, estiveram presentes no encontro representantes do Sindicado dos Trabalhadores da Universidade Federal de Alagoas (Sintufal); do Sindicato dos Trabalhadores de Saúde, Trabalho e Previdência de Alagoas (Sindprev-AL) e do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal em Alagoas (Sindjus-AL).

Entre os encaminhamentos estabelecidos pelos representantes sindicais durante a reunião o principal deles é a busca pelo diálogo com a bancada federal de Alagoas, com o objetivo de abrir um canal de negociação no Poder Legislativo, diante do silêncio do Poder Executivo em relação à defasagem nos salários dos servidores públicos federais.

Outro encaminhamento para a Campanha Salarial dos SPFs é a realização de uma Plenária dos Servidores Públicos Federais em Alagoas, marcada para o próximo dia 22 de fevereiro, às 19h.

“A plenária será virtual e objetiva tirar posicionamentos sobre a participação de Alagoas no movimento, inclusive sobre a possibilidade de construção de uma greve em defesa da reposição das perdas inflacionárias acumuladas, que já chegam a 20%. Esta é a principal pauta do movimento, assim como a não aprovação da PEC 32/2020, da reforma administrativa”, explicou a vice-presidenta da Adufal, professora Sandra Lira.

LIVE
Como uma das primeiras atividades de mobilização da Campanha Salarial dos SPFs, a Adufal promove já na próxima sexta-feira (18) uma live com o tema “Campanha salarial 2022 dos SPFs: recomposição salarial emergencial e defesa da Universidade Pública!”, que terá como convidado o professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e diretor da Associação dos Docentes da Unifesp (Adunifesp), Alberto Handfas.

O objetivo da atividade é promover um debate para esclarecimentos qualificados sobre as possibilidades da luta por reposição salarial emergencial, e a luta em defesa da Universidade Pública e da Ciência, diante dos cortes orçamentários sucessivos do governo Bolsonaro.

O link de transmissão da atividade já está disponível. Clique aqui e salve o lembrete no Youtube.

Fonte: Vanessa Ataide/Ascom Adufal *sob supervisão

2022

Adufal - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas

Acesso Webmail